sexta-feira, 4 de junho de 2010

Candidatos 2010: Coreia do Norte



● Grupo: G
● Continente: Ásia
● Forma de qualificação: Ficou em segundo no Grupo B asiático.
Ranking: 105
● Participações na Copa do Mundo: 2 (1966 e 2010).
● Melhor jogador: Pak-Seung Zin (de sempre), Jong Tae-Se (atual)
Esporte preferido do país: Futebol.
● Chance de passar da primeira fase: 40%
● Chance de chegar às quartas: 10%
● Chance de chegar às semifinais: 5%
● Chance de chegar a final: 2%
● Chance de ser campeão: 1%

Uma das mais desconhecidas seleções desta Copa, a Coreia do Norte se classifica para o seu segundo mundial, mas é uma incógnita. Por um lado, possui uma bela atuação em 1966, mas por outro, mostra apenas a regularidade do time atual, que depende muito de Jong Tae-Se e que ainda conseguiu empatar em 0 a 0 com o Atlético Sorocaba.


Qualificação

A Coreia do Norte não despontava como uma dos favoritos para pescar uma das vagas para a Copa. Na primeira fase, deu um passeio e derrotou a Mongólia por duas vezes. A boa posição no ranking na FIFA liberou a Coreia de participar da segunda fase, e pulou direto para a terceira. No grupo 3, que ainda tinha Jordânia, Turcomenistão e Coreia do Sul, fez uma campanha invicta e empatou na pontuação com seus rivais do sul. Na última fase, fez uma campanha regular e ganhou a vaga apenas na última rodada, quando empatou com a Arábia Saudita e se classificou para a sua segunda Copa do Mundo.

A Grande Competição

A classificação para a Copa do Mundo de 1966 foi tranquila. Com uma série de desistência e rejeições de 18 países, a Coreia precisou disputar apenas um adversário. E o fez em grande estilo. Com uma vitória de 6 a 1 e outra de 3 a 1, os norte-coreanos despacharam a Austrália e foram para o seu primeiro mundial. Na Copa, realizada na Inglaterra, os norte-coreanos estraram com uma derrota para a União Soviética por 3 a 0. Na segunda partida, suaram para empatar com o Chile, o que só foi acontecer aos 43 do segundo tempo. Pak Seung Zin evitoo a derrota coreana e ainda deixou os Chollima com chances. na terceira, partida, encarariam uma poderosa Itália, e seria impossível vencê-los, mas o impossível aconteceu: Pak Doo Ik marcou o gol da vitória e classificou a Coreia do Norte, para felicidade da nação. Nas quarta de final, enfrentariam outro time fortíssimo da época, o Portugal. Apesar da impossibilidade da vitórias, os coreanos conseguiram sair na frente, logo no primeiro minuto. A torcida pediu o segundo, e os coreanos voltaram a marcar aos 25. A torcida pediu o terceiro, que saiu aos 27. Apesar do resultado valioso, a inexperiente Coreia do Norte se empolgou e se negou a recuar para segurar o resultado. Cometeram o maior da vida. Eusébio diminuiu para os lusitanos, marcando dois gols, sendo um de pênalti. Mesmo com esses gols, os coreanos começaram o segundo tempo vencendo, mas foram teimosos e não aprenderam a lição, e ainda tomaram mais três gols, sendo dois de Eusébio e um de José Augusto, transformando aquela vitória na maior virada das Copas, com o resultado de 5 a 3. Apesar da derrota em um jogo praticamente ganho, os norte-coreanos foram recebidos em seu país como heróis nacionais. De volta à Copa depois de 44 anos, os coreanos não querem mais repetir o erro de 1966, e se começar vencendo o Brasil e Portugal, irão se encolher e manter o resultado.

 
Time

O time coreano é extremamente nacional e muito desconhecido. Seus únicos jogadores que jogam no exterior incluem 2 japoneses que jogam na J-League (Young-Hak e Tae-se), e o capitão da equipe (Hong Yong-Jo), que joga na Rússia. O restantes dos jogadores atuam em diversos clubes da Coreia, principalmente Aprin 25, Pyongyang City e Amrokgang. Recentemente, o treinador norte-coreano tentou uma manobra que não conseguiu: Tentou inscrever Kim Myong-Won para uma das três vagas obrigatórias de goleiro, mas ele é atacante. O treinador fez isso para aumentar suas opções de ataque, mas a FIFA diz que Won poderá jogar apenas como goleiro, pois foi inscrito para aquela posição.

Goleiros: Ri Myong-Guk, Kim Myong-Gil, Kim Myong-Won;


Defesa: Cha Jong-Hyok, Ri Jun-Il,  Ri Kwang-Chon, Ji Yun-Nam, Pak Chol-Jin, Pak Nam-Chol, Nam Song-Chol, Ri Kwang-Hyok;


Meio-campo: Pak Nam-Chol, Kim Kum-Il, Mun In-Guk, Kim Yong-Jun, Ahn Young-Hak, Ri Chol-Myong, Kim Kyong-Il, Pak Sung-Hyok;

Atacantes: An Chol-Hyok, Jong Tae-Se, Hong Yong-Jo e Choe Kum-Chol.

Nenhum comentário:

Postar um comentário