terça-feira, 25 de maio de 2010

Candidatos 2010: Sérvia



● Grupo: D
● Continente: Europa
● Forma de qualificação: Foi campeão do Grupo E europeu.
● Ranking: 15
● Participações na Copa do Mundo: 1 (2010). Participou anteriormente como Iugoslávia e Sérvia e Montenegro
● Melhor jogador: Dejan Stankovic (Somente pela Sérvia)
● Esporte preferido do país: Futebol é o mais popular. Basquete, vôlei e polo aquático também são populares.
● Chance de passar da primeira fase: 50%
● Chance de chegar às quartas: 30%
● Chance de chegar às semifinais: 15%
● Chance de chegar a final: 5%
● Chance de ser campeão: 2%

A Sérvia chega ao Mundial 2010 como estreante, mas com muita experiência na bagagem, com 8 participações como Iugoslávia e 1 como Sérvia e Montenegro. Agora, com um território bem menor que o original, a Sérvia, sozinha, herdou todas as conquistas de seus antecessores, mas terá que provar sua história já neste mundial, o que a Sérvia e Montenegro não conseguiu em 2006. Para isto, irá contar com jogadores como Dejan Stankovic, Danko Lazović e Nikola Žigić.

Qualificação

A Sérvia disputou as Eliminatórias no Grupo 7, enfrentando a França, Áustria, Lituânia, Romênia e Ilhas Faröe. Com uma campanha tranquila, venceu 7 jogos, e empatando 1 contra a França em Belgrado. Suas únicas derrotas foram para a Lituânia e para a França em Saint-Denis, mas nada que tirasse o primeiro lugar do grupo e a classificação para a Copa do Mundo.

A Grande Competição

A Seleção Sérvia é a seleção mais jovem da Copa, com apenas 4 anos de existência. Apesar disso, os sérvios herdaram por direito todos os resultados obtidos pela Iugoslávia. Mesmo com uma grande equipe, a iugoslávia não conseguiu muitos títulos, sendo o principal a maedalha de ouro nos Jogos Olímpicos de 1960. Aproveitando o "amadorismo de fachada", a Iugoslávia enviou o seu melhor time, e estrou nas Olimpíadas com uma grande vitória de 6 a 1 contra o Egito (Na época, República Árabe Unida). Três dias, goleou a Turquia por 4 a 0. Na última rodada, garantiu o primeiro lugar ao empatar com a Bulgária. Nas semifinais, encararam os poderosos italianos. Depois do empate em 1 a 1, a Iugoslávia precisou contar com a sorte. Como ainda não existia nem prorrogação e nem decisão por pênaltis, além de não haver data extra para um jogo desempate, a organização resolveu apelar para o sorteio: Deu Iugoslávia. Mesmo parecendo um fórmula injusta, mesmo nesta altura da competição, os iugoslavos foram a final e derrotaram a Dinamarca e conquistaram a medalha de ouro, a maior conquista dos sérvios até hoje.

Time

Muitos dos jogadores sérvios atuam em diversos campeonatos europeus, incluindo o Inglês, Português, Italiano e Alemão, contando também com jogadores que atuam em clubes locais.

Goleiros: Vladimir Stojković, Željko Brkić, Bojan Isailović, Anđelko Đuričić;

Defesa: Antonio Rukavina, Ivan Obradović, Nemanja Vidić, Branislav Ivanović, Aleksandar Luković, Neven Subotić, Aleksandar Kolarov;

Meio-campo: Gojko Kačar, Dejan Stanković, Nenad Milijaš, Milan Jovanović, Radosav Petrović, Miloš Krasić, Miloš Ninković, Zoran Tošić, Zdravko Kuzmanović;

Atacantes: Danko Lazović, Marko Pantelić, Nikola Žigić e Dragan Mrđa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário