terça-feira, 25 de maio de 2010

Candidatos 2010: Austrália






● Grupo: D
● Continente: Oceania
● Forma de qualificação: Foi campeão do Grupo A asiático.
● Ranking: 19
● Participações na Copa do Mundo: 3 (1974, 2006 e 2010)
● Melhor jogador: Harry Kewell (de sempre e atual)
● Esporte preferido do país: Futebol australiano é o mais popular. O rugby league é popular nos estados de Nova Gales do Sul e Queensland. O cricket é considerado esporte tradicional do país. Recentemente o rugby union e o futebol vem ganhando popularidade. Basquete também é popular.
● Chance de passar da primeira fase: 70%
● Chance de chegar às quartas: 45%
● Chance de chegar às semifinais: 20%
● Chance de chegar a final: 10%
● Chance de ser campeão: 5%

Mesmo sendo uma nação que geograficamente representa a Oceania, a Austrália se classificou pela Ásia. Isso aconteceu porque a Austrália foi aceita em 2006 pela AFC. Eles fizeram este pedido porque era muito mais penoso para a Austrália se classificar pela Oceania, já que o continente oceânico tem apenas "meia" vaga. Isso porque o campeão precisa entrar em mais uma repescagem, antigamente contra um da América, dificultando o processo. Como a Austrália vencia fácil na Oceania, o país era desanimado porque teria que enfrentar o Uruguai. A única vitória veio em 2006, quando conseguiu derrotar os uruguaios. Agora, pela Ásia, os australianos querem mostrar seu valor e quem sabe ficar entre os 8 da competição.

Qualificação

Foram as primeiras eliminatórias disputadas pela Austrália jogando pela Ásia. O seu bom posicionamento no Ranking da FIFA o livrou de disputar as duas primeiras fases. Na terceira fase, entraram no Grupo A com Qatar, Iraque e China. Com uma campanmha regular, conseguiu ficar em primeiro no grupo e conseguiu vaga na fase final. Num grupo com Japão, Bahrein, Uzbequistão e Qatar, a seleção australiana fez uma campanha invicta, e junto com o Japão e a Coreia do Sul, foram as primeiras seleções a se classificarem para a Copa de 2010 pela AFC.

A Grande Competição

Disputando as eliminatórias pela Oceania, a Austrália não tinha grandes chances de ir para uma Copa do Mundo. Apesar da Nova Zelândia ser o único oponente a altura, os Socceroos venciam facilmente a fase oceânica. Porém, ainda precisavam disputar uma repescagem contra uma outra seleção, principalmente da CONMEBOL. Como o adversário era sempre o Uruguai, os australianos não conseguiam vaga para a Copa na última hora. A única vez em que conseguiu passar pelos uruguaios foi em 2005. A façanha fez com que a Austrália fosse aceita na AFC no ano seguinte, onde poderia se classificar mais facilmente. A sua maior competição foi na Copa de 2006. Foram sorteados no mesmo grupo que o Brasil, a Croácia e o Japão, porém tiveram a missão de abrir o grupo. Estrearam contra o Japão, que saiu na frente com um gol de Nakamura logo no primeiro tempo. O nervosismo da estreia australiana deu lugar a um jogo mais tranquilo e calmo, quando dois gols de Cahill e um de Aloisi viraram o jogo nos últimos seis minutos. Na segunda derrota, enfrentaram o Brasil, e mesmo jogando contra um time lento e mais tático, perderam por 2 a 0, gol gols de Adriano e Fred. Em segundo no grupo, com três pontos, os australianos foram a última rodada com chance de classificação. Mesmo perdendo para a Croácia, os australianos podiam obter a classificação se empatassem, já que os japones estavam sendo abatidos pelos brasileiros. E foi o que aconteceu. Harry Kewell marcou aos 34 minutos e colocou a Austrália na segunda fase. Nas oitavas de final, caíram frente a Itália, quando Totti marcou aos 50 minutos do segundo tempo um gol de pênalti duvidoso. Apesar da queda, os australianos saíram de cabeça erguida e esperam ter um desempenho semelhante ou mehlor na África do Sul.

Time

A maioria dos Socceroos atuam no Campeonato Inglês, além do Italiano, Holandês, Japonês, Alemão, Turco, Russo e Suíço, além de alguns que atuam no Campeonato Australiano e até um que está sem clube: Craig Moore.

Goleiros: Mark Schwarzer, Brad Jones, Adam Federici, Eugene Galeković;

Defesa: Scott Chipperfield, Lucas Neill, Craig Moore, Luke Wilkshire, David Carney, Michael Beauchamp, Mark Milligan, Rhys Williams, Shane Lowry;

Meio-campo: Brett Emerton, Marco Bresciano, Jason Čulina, Vincenzo Grella, Tim Cahill, Brett Holman, Carl Valeri, Mile Jedinak, Richard García, Dario Vidošić, James Holland, Thomas Oar;

Atacantes: Harry Kewell, Joshua Kennedy e Nikita Rukavytsya.

Nenhum comentário:

Postar um comentário