segunda-feira, 17 de maio de 2010

Candidatos 2010: Coreia do Sul


 
● Grupo: B
● Continente: Ásia
● Forma de qualificação: Foi campeão do Grupo B das eliminatórias asiáticas.
● Ranking: 49
● Participações na Copa do Mundo: 7 (1954, 1986, 1990, 1998, 2002, 2006 e 2010)
● Melhor jogador: Park Ji-Sung (de sempre e atual)
● Esporte preferido do país: Beisebol é o mais popular. Futebol e tae kwon do também são populares.
● Chance de passar da primeira fase: 50%
● Chance de chegar às quartas: 20%
● Chance de chegar às semifinais: 10%
● Chance de chegar a final: 5%
● Chance de ser campeão: 2%

Uma das melhores seleções asiáticas, a Coreia do Sul consegue chegar ao seu quarto mundial consecutivo. Mesma com boas atuações, ainda não conseguiu chegar a uma Copa das Confederações, mas já surpreendeu o Mundo ao chegar às semifinais em 2002, quando sediou o torneio junto com o Japão.

Qualificação

A classificação para a Copa do Mundo não podia ser mais tranquila e previsível para os coreanos. Eles entraram diretamente na terceira fase, e defrontaram com Turcomenistão, Jordânia e os seus rivais do norte. Com três vitórias e três empates, se assegurou em primeiro e foi a quarta fase. Lá, enfrentou novamente a Coreia do Norte, a Arábia Saudita, o Irã e os Emirados Árabes Unidos. Com 4 vitórias e 4 empates, se classificou para a Copa do Mundo sem derrotas e sem sustos.

A Grande Competição

Junto com o Japão, a Coreia do Sul organizou a Copa do mundo de 2002. Mesmo sendo país-sede, caíram no grupo D, um grupo espinhoso, com Estados Unidos, Polônia e Portugal. Estreando em Busan, derrotaram os poloneses em 2 a 0. Na segunda rodada, empataram com os Estados Unidos, e na última rodada, derrotaram os portugueses por um placar simples, com gol de Park Ji-Sung
Na segunda fase, enfrentou a poderosa Itália. Os italianos saíram na frente com Vieri marcando aos 18 minutos, mas Seol Ki-Hyun buscou o empate aos 43 do segundo tempo. Na prorrogação, Ahn Jung-Hwan conseguiu marcar o gol de ouro aos 12 minutos do quarto tempo. Nas quartas de finais, outra pedreira: a Espanha. Lutando minuto a minuto, a Coreia do Sul levou a partida para os pênaltis. Com um erro de Joaquín na quarta cobrança espanhola, Hong Myung-Bo selou a passagem dos coreanos para as semifinais, mas não suportariam um terceiro oponente do mesmo nível. Nas semifinais, mesmo lutando pelo placar, tomaram uma ducha de água fria quando Michael Ballack marcou para os alemães. Mesmo que lutassem pelo empate, sabiam que seria desperdício, pois jogariam com muito cansaço contra o Brasil ou contra a Turquia no Japão, que se mostraram ótimas equipes durante o torneio. Apesar da queda, os sul-coreanos comemoraram o grande retrospecto dos tigres asiáticos. Nem mesmo os 3 a 2 sofridos na decisão do terceiro lugar foi capaz de tirar a alegria dos coreanos. A alegria coreana rendeu até prêmio de time mais divertido do torneio e teve dois jogadores na Seleção da Copa: Hong Myung-Bo e Yoo Sang-Chul. Apesar de ido longe na Copa, aconteceram vários erros de arbitragem. A Itália foi a mais prejudicada dentre todas as seleções participantes, chegando a ter cinco gols legítimos mal-anulados pelos árbitros. Um deles seria o gol de ouro de Damiano Tommasi, que colocaria a Azzurra nas quartas-de-final. A Espanha também acabou prejudicada pela arbitragem no jogo contra a Coreia do Sul, depois que o árbitro egípcio Gamal Al-Ghandour anulou dois gols legais da Fúria.

Time

O time é formado por jogadores que atuam na K-League, além de alguns jogadores mais habilidosos que atuam na Europa e outros em algumas ligas asiáticas.

Goleiros: Lee Woon-Jae, Jung Sung-Ryong, Kim Young-Kwang;

Defesa: Oh Beom-Seok, Kim Hyung-Il, Cho Yong-Hyung, Lee Young-Pyo, Lee Jung-Soo, Kim Dong-Jin, Cha Du-Ri, Kwak Tae-Hwi;

Meio-campo: Gu Ja-Cheol, Kim Nam-Il, Shin Hyung-Min, Park Ji-Sung, Kim Jung-Woo, Kim Jae-Sung, Ki Sung-Yeong, Lee Chung-Yong, Kim Bo-Kyung;

Atacantes: Ahn Jung-Hwan, Lee Seung-Yeoul, Lee Keun-Ho, Lee Dong-Gook, Park Chu-Young, Yeom Ki-Hun.

Nenhum comentário:

Postar um comentário